domingo, 2 de novembro de 2008

Thymus serpyllum L.

Nomes comuns: Serpão, Serpil, Serpilho, Serpol, Erva-ursa, Tomilho-das-searas, Tomilho-das-serras, Tomilho-dos-prados

Foto de 16/10/2008:


Exemplar: Planta envasada, oferta do Miguel e colocada na varanda em 16/10/2008. Entretanto e como o vasinho secava demasiado depressa, em 01/11/2008 resolvi mudar a planta para um vaso maior. Segundo o Miguel, esta planta foi adquirida sob o nome de "Tomilho-laranja" (Thymus citriodorus 'Fragrantissimus') mas essa possibilidade foi afastada, pois não existem quaisquer notas cítricas no seu aroma. As folhas são maiores e mais delicadas do que as do T. vulgaris mas o cheiro é muito semelhante. Na verdade, os tomilhos hibridam com facilidade e, por outro lado, as identificações disponibilizadas por alguns comerciantes deixam muito a desejar. Tudo parece indicar que se trata, de facto, de Serpão mas só na próxima floração poderei ter a certeza.

Indicações de cultivo: Como todos os tomilhos, este também aprecia uma posição soalheira e um substrato com boa drenagem. Não suporta viver à sombra. Dá-se bem em vasos e como cobertura de solo em zonas de fraca irrigação. A floração dá-se no Verão e as sementes amadurecem, normalmente, até ao final de Setembro. Suporta bem as geadas e os ventos fortes, desde que não sejam ventos marítimos. Propaga-se por sementes, na Primavera, por estacas de rebentos jovens, em Maio/Junho ou ainda, por estacas semi-lenhosas, em Julho/Agosto.

Colheita: As folhas frescas podem ser colhidas ao longo de toda a estação de crescimento. Para serem conservadas, deverão ser colhidas pouco antes da floração e postas a secar rapidamente.

Uso culinário: As folhas são usadas frescas para aromatizar saladas, sandes e queijos, bem como pratos cozinhados. Suporta bem a cozedura lenta. Também se usa seco mas perde algum do seu aroma. Fica bem em assados de legumes, carne ou peixe, em sopas de tomate e caldeiradas. Faz uma infusão muito agradável.

Uso medicinal: Ver ficha técnica.

Contra-indicações: Não deve ser tomado por grávidas.

Outros usos: O óleo essencial extraído das folhas e sumidades floridas é utilizado em perfumaria, por exemplo, na confecção de sabonetes. Tem propriedades antifúngicas e desinfectantes. As flores secas tem efeitos anti-traça e podem ser usados em substituição da naftalina.

Sinónimos botânicos: Thymus angustifolius Pers., Thymus pycnotrichus (Uechtr.) Ronn.

7 comentários:

Miguel disse...

Também hei de ficar sempre com a dúvida entre este e o Thymus vulgaris, são bastante semelhantes. Agora li esta ultima parte da ficha refernte ao óleo essencial, e parece-me que é um candidato às experiências =P

Dama do Lago disse...

Thymus vulgaris não é mas pode ser um híbrido qualquer. O meu mal é que não tenho medida de comparação. Tudo indica que é Serpão mas estou só a fiar-me nas fotografias e ilustrações. Ainda não descobri qual é a característica essencial que distingue esta espécie das outras.

Hazel disse...

Só para confirmar: não recebeu o comentário que deixei no seu post do Samhain?

Dama do Lago disse...

Oi Hazel, não recebi.

Hazel disse...

Oh que pena! Mas eu lembro-me de ter publicado o comentário. Se calhar, não fiz bem a verificação de palavras e não me apercebi.

Bom, aquilo que eu tinha dito foi um muitíssimo obrigada por ter publicado o Meme, pois não estava à espera que fosse mesmo fazê-lo.

Adorei as suas respostas, principalmente a de almejar plantar uma floresta (que, aliás, já começou!). Achei isso tão bonito e interessante. Podia ter dito "uma casa com piscina", mas não; uma floresta.

Encantador, Dama do Lago.
Gosto muito de si.
Obrigada pelo Meme.
Beijinhos

Hazel disse...

Desta vez, ficou!

Dama do Lago disse...

Hazel, não tem de agradecer. Na verdade recebo de si estas deixas para verbalizar certas coisas - eu é que agradeço! Se não fosse assim, o Jardim não seria mais do que o relatório dos meus cultivos. Entretanto, já conta com poesia, sonhos e amizades... tanto mais do que eu imaginava :)! Também gosto muito de si, mesmo através da internet e por estranho que pareça, sinto-nos próximas, como que por magia :).