quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Pelargonium zonale (L.) L'Hér. ex Ait.

Nomes comuns: Sardinheira, Pelargónio, Gerânio


Aqui o estado das plantas na base:


Exemplares: Vaso com várias plantas, encontrado no lixo em 21/11/2008. Os ramos principais estão extremamente compridos e nus, como se a planta estivesse a sofrer com falta de sol. Em todo o caso, o remédio passa por uma poda generosa, de modo a fortalecer os novos rebentos que tentam romper pela base.

Indicações de cultivo: Planta originária da África do Sul, sempre-verde e de florações muito abundantes, especialmente durante o Verão. Necessita de uma posição no exterior, sob sol directo. Não tolera viver na sombra nem suporta geadas, excesso de frio ou humidade nas raízes. O solo deve ter boa drenagem, sendo, de preferência composto por 3 partes de terra e uma de areão de aquário, turfa ou argila expandida. As regas devem ser regulares e bastantes para manter a terra com alguma humidade. No Inverno convém reduzir as regas e deixar a terra secar antes de voltar a regar. A planta é bastante resistente mas morre mais facilmente por excesso de água do que por falta dela. Gosta de podas frequentes e ligeiras, sempre que estiver a produzir ramos demasiado compridos ou quando estiver com um aspecto "despenteado". Na Primavera é a altura de podar mais abaixo, sobretudo no caso de plantas mais velhas, de modo a estimular um crescimento mais vigoroso e compacto. Se a planta estiver muito grande e/ou desordenada no final da estação de crescimento, também poderá ser podada no Outono. Não é muito exigente relativamente a nutrientes e basta uma adubação anual, pela Primavera, aproveitando a mesma ocasião em que se faz a poda. Para ter florações abundantes e manter o aspecto cuidado da planta, as flores murchas e folhas velhas devem ser retiradas regularmente. A propagação faz-se por estacas, durante toda a estação de crescimento.

Uso culinário: As folhas e caules tenros são comestíveis, podendo ser cozinhados como qualquer outro legume de folha.

Uso medicinal: Todas as partes da planta são adstringentes.

Outros usos: A partir da planta produz-se um óleo essencial utilizado em perfumaria. Diz-se que a planta repele melgas e mosquitos mas não encontrei referências suficientes para o confirmar.

Curiosidades: Tal como as Violetas, também as Sardinheiras são tidas como estimulantes da sensualidade e do erotismo. Não encontrei menções ao fundamento desta associação mas penso que tem a ver com o facto de se tratar de uma planta solar. O Sol transmite energia, vigor e criatividade. As flores podem ser usadas na decoração do quarto ou como enfeites de cabelo.

Sinónimos botânicos: Pelargonium x hortorum L. H. Bailey

2 comentários:

Hazel disse...

Que comprida!...
Também gosto muito de gerânios.
O meu também está a ficar com os troncos compridos e nus em baixo. Mas faz-me pena cortar em cima, justamente onde tem mais folhas.
Como não tenho varanda, tenho o vaso na janela (dentro de casa), que é orientada a Poente. Recebe bastante Sol, e as folhas acabam por ficar um pouco descoloradas, mas, se o colocar mais para dentro de casa, receio que não se dê.
Plantei citronela, porque adoro o cheiro junto com os gerânios, mas nunca deu flor.

Não sabia que as folhas e troncos se comiam. Saberão bem?

Hazel disse...

Querida Dama do Lago: vim desejar um bom fim-de-semana. A si e às suas plantas!


Beijos