quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Aparecem-me de todas as maneiras...

Como disse no post anterior, alguém deixou uma "fortuna" em vasos à minha porta, porém, o saco não continha só vasos... Mesmo no fundo de tudo e quando eu julgava que o saco já estava vazio, encontrei este desgraçado. Não sei se foi engano ou simplesmente parvoíce de quem deitou fora mas o facto é que o pequeno cacto conseguir sobreviver ao peso e à desordem de 28 vasos dentro de um saco gigante. Espero que a plantinha recupere do susto, até porque vinha encharcada, o que não é nada bom... O vasinho em barro em que se encontra agora era um dos 28 volumes e, como se vê, é perfeito para o sobrevivente. Foto de 26/10/2008:


Penso que, por debaixo de todo este pêlo, consigo reconhecer uma Mammillaria mas nem suspeito de que espécie se possa tratar, agradeço palpites...

8 comentários:

Miguel disse...

O cacto é mesmo giro. Epa as vezes encontrar tanto vaso dava-me jeito!

ameixa seca disse...

Tadinho!! É um grande sobrevivente :)

Hazel disse...

Eu nem gosto de cactos, mas esse até tem um ar simpático.
Que sorte!

Hazel disse...

Bom dia... venho aqui, com pézinhos de lã, avisar que a "convoquei" para um Meme... não resisti ;-)

Mar.garida disse...

Que sorte a dele. encontrou um lar onde vai receber os cuidados que merece :)
bjs

Dama do Lago disse...

Miguel: Olha, quantos queres?

Ameixa: Esperemos que ele resista bem. Cactos com água a mais dão-me sempre preocupação.

Hazel: Obrigada pela lembrança. Também não resisto a responder aos seus desafios, mesmo sem dar seguimento como manda a lei.

Margarida: Foi sorte mesmo, mais duas horas e vinha o camião do lixo!

Jardineira aprendiz disse...

Eu não a conheço, mas se procurares no blog do Ezequiel (Jardinagens) vais descobrir de certeza!

Dama do Lago disse...

Jardineira... eu bem procurei! Já corri o jardinagens e mais uns quantos mas não chego a nenhuma conclusão. A verdade é que desconheço demasiado esta família dos cactos, nem sei do que ando à procura.