quarta-feira, 22 de outubro de 2008

A alegria de ter escapado do lixo!...

Só isso parece explicar como é que uma planta que raramente mostra as flores, não só as mostra como, ainda por cima, o faz em Outubro e apenas um mês e meio depois de ter sido recolhida do lixo em péssimo estado. Fotos de 22/10/2008:


Aqui uma imagem do geral. É de notar que também já começou a produzir folhas novas:

6 comentários:

ameixa seca disse...

É tempo bastante para agradecer a quem a salvou :)

Maluxa disse...

K lindooooooo :)
A Natureza e seus misterios :))

Hazel disse...

Que lindo!! Como compreendo a alegria da plantinha e da sua salvadora... muito bonito.

Eu acredito piamente que as plantas sentem mesmo gratidão. Mesmo havendo pessoas que gozem comigo por isso, acredito mesmo.

Mar.garida disse...

São mesmo boas noticias :)Parece estar a desenvolver-se bem! bjs

Espaço do João disse...

Mas que beleza! É a 1ª vez que vejo a flor da maranta. Quemabandona essas belezas também abandona uma criança. Quanto ao azevinho tenho um que somente dá flor. É um reprodutor mas, em breve terei um que dará bagas.Sempre adorei o azevinho pois faz sempre lembrar o Natal. Um abraço João

Dama do Lago disse...

Ameixa: Não sei se é agradecimento mas que é alegria, disso não tenho dúvidas :)!

Maluxa: Linda mesmo :)! Até me faz lembrar uma mini-orquídea.

Hazel: Como disse à Ameixa, não sei se é gratidão. Julgo que as plantas, na sua perfeição, não precisam de coisas tão rebuscadas. Sei que sentem o Amor porque todas as coisas o sentem. Todas as coisas daí provêm e aí retornam. Todas as coisas o reconhecem e a ele reagem. Curiosamente, só o bicho-homem é que às vezes tem a vista turva...

Margarida: Realmente, e muito mais depressa do que eu esperava :)!

João: Também é a primeira vez que vejo a flor da Maranta ao vivo. Já tinha visto em fotos mas esta foi mesmo uma surpresa!