domingo, 17 de agosto de 2008

Dieffenbachia maculata (Lodd.) D. Don

Nomes comuns: Comigo-ningém-pode, Diefembáquia

Foto de 15/08/2008:


Exemplares: Planta partida pela base, recolhida do lixo em 14/08/2008. O vaso só continha um pequeno pé com raíz. Todos os outros estavam partidos e parcialmente apodrecidos. Cortei-os e limpei o melhor que pude, voltando a espetá-los na terra. Duvido que peguem mas nunca se sabe...

Indicações de cultivo: É uma bela planta com folhagem vistosa, muito utilizada como planta de interior. Prefera a luz filtrada, sendo que a exposição ao sol directo tende a descolorar as folhas. Deve ser regada, de preferência com àgua destilada, deixando a terra secar entre as regas. A planta aprecia um banho mensal de chuveiro, na casa de banho. A adubação pode ser feita durante a época de crescimento e a poda deve ser feita na Primavera, de forma a estimular um crescimento mais compacto.

Cuidados: Esta é uma das plantas mais perigosas do ambiente urbano, sendo responsável por casos graves de intoxicação, principalmente de animais domésticos que ganharam o hábito de roer as plantas, bem como de crianças dos 0 aos 6 anos que, atraídas pela exuberância da folhagem da planta, levaram partes desta à boca. A mastigação, ainda que de pequenas quantidades, causa uma intensa irritação das mucosas da boca, faringe e laringe. Os sintomas iniciam-se com salivação abundante, dores na boca, na língua e nos lábios. Segue-se o edema das mucosas que estiveram em contacto com a planta, náuseas, vómitos e, em casos extremos, pode ocorrer a morte por asfixia. A planta também é bastante agressiva no contacto com os olhos, provocando lesões da córnea, acompanhadas por dor e fotofobia. A toxicidade desta planta deve-se sobretudo à presença abundante de oxalatos de cálcio.

Usos: Além de planta decorativa, a Diefembáquia é tida como protectora e usada para afastar energias negativas, inveja, maus sentimentos e perigos. Como planta venenosa que é, está associada a Saturno, servindo a propósitos de afastamento e castração. O seu uso está muito popularizado na cultura brasileira mas também em Portugal onde, à semelhança da Arruda é usada para defesa do lar.

Sinónimos botânicos: Dieffenbachia picta Schott, Caladium pictum Lodd.

Actualização: Os pés acabaram por apodrecer e, em 19/08/2008, nenhum se aproveitava. Creio que a planta já estava demasiado doente de excesso de água.

3 comentários:

Hazel disse...

Ah! Ah! Ah! Por isso é que ultimamente não tenho apanhado plantas no lixo! A Dama do Lago tem-se antecipado! Às tantas ainda andamos pelas mesmas zonas...
Beijinhos e boa sorte com a planta

Dama do Lago disse...

Nunca se sabe :)!! Já cheguei a organizar verdadeiras campanhas de recolha dos pinheiros e abetos que o "bom português" espeta no lixo depois do Natal. Entretanto já se tornou num hábito, olhar de esguelha para os latões, não vá estar lá uma vítima. A bem da verdade, recolho mesmo muitas.

Anónimo disse...

bem esta planta aqui em pernambuco ela e chamada de espada de são jorge favor se alguem se enteressar em mim ajudar com os nomes das plantas agradeço e peço-lhe que se um engenheiro agronomo entrar favor de mim contarctar-me email - pedrinho_bolado_nike@hotmail.com

obrigado pela atenção