quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Odontocidium Wildcat "Carmela"

Em 11/09/2008 chegou ao Jardim este belo exemplar de "Cambria" - ou, pelo menos, era isso que dizia na etiqueta. Fotos de 13/09/2008:




Aqui vê-se uma das folhas em pormenor. As manchas deixaram-me preocupada mas fiquei a saber que são típicas dos Odontoglossum e dos seus híbridos:


Aqui uma imagem do pseudobolbo que também me deixou preocupada pois deduzi que o facto de este estar mirrado não seria um bom sinal. Depois das investigações vim a saber que basta uma qualquer deficiência ambiental para impedir a planta de se alimentar correctamente e, nesses casos, ela recorre às reservas contidas no pseudobolbo. Assim sendo, este estado pode dever-se aos típicos "maus tratos" que as plantas sofrem no circuito comercial - falta de luz, falta de água, falta de nutrientes, mau acondicionamento - ou então, ser simplesmente devido ao esforço exigido pela floração. Eventualmente irá recuperar:


Aqui uma imagem do geral - uma péssima foto mas serve para o registo:


Exemplar: Planta envasada, comprada numa florista em 11/09/2008.

Indicações de cultivo: Ainda sei muito pouco sobre orquídeas mas os cuidados básicos contam com regas de água destilada, sempre abundantes e deixando escorrer bem todo o excesso. Não convém deixar o vaso dentro de pratos ou cache-pots pois esta planta é epífita e não gosta de ter as raízes de molho. Também necessita de um alto grau de humidade ambiental, pelo que se deve borrifar frequentemente as folhas (nunca as flores!). O substrato deve ser específico para orquídeas, bem como o fertilizante a aplicar segundo as indicações do respectivo fabricante. Não necessita de ser reenvasada até que os pseudobolbos e raízes encham completamente o vaso onde se encontra. Gosta de receber bastante luz mas nunca sol directo. 

Observações: O nome "Cambria", que constava da etiqueta, designa uma família de híbridos de Odontoglossum, Oncidium, Miltonia e Brassia. Uma fonte sugeriu que se tratasse de uma Odontocidium Wildcat (sinónimo de Colmanara Wildcat). Investigações feitas, parece que é isso mesmo. O cultivar chama-se "Carmela" - belo nome...

11 comentários:

Jardineira aprendiz disse...

Parece um tigre! É linda.

Acho que estás traumatizada com as pragas ;)

Eu não percebo nada de orquídeas, já dei formação em jardinagem, mas grande parte do que sei foi por auto-didatismo. Fatalmente as minhas formandas vinham-me sempre com perguntas sobre orquídeas e eu ficava atrapalhadíssima, porque elas são esquisitinhas nas exigências, e algo diferentes entre si. É uma planta interessante, mas só por dar tanto trabalho nunca me tentei a comprar nenhuma. Mas gosto de as ver quando estão bem tratadas.

ameixa seca disse...

Fogo! Ela é simplesmente fantástica ;)

Florescer disse...

Olha que bela companhia que arranjaste!!!
Mas com todas essas informções que tens dela, de certeza que vai te dar muitas alegrias por muitos anos...
Beijinhos.

Espaço do João disse...

Minha querida.
As orquídeas não devem ser regadas com água destilada, mas sim com água das chuvas ou água sem ser tratada. Normalmente as águas das chuvas trazem os nutrientes necessários. A água retirada dos furos hertezianos também é rica em nutrientes, enquanto a água tratada comum traz muitos lexiviantes e cloro que matam tudo.Felizmente que além da água da rede possuo um furo onde extraio a água para rega. Para aproveitamento da água das chuvas, quando se tem espaço faz-se uma sisterna e guarda-se a água. Um Abraço fraterno João

Art e Bijux disse...

As orquideas são um dos meu pontos fracos na paixão por plantas. Gosto, ou melhor Adoro as plantas no geral mas as orquideas assim como os Bonsai despertaram em mim uma grande curiosidade. Neste momento possuo 8 orquideas de especies diferentes :)
Vai tudo correr bem! Felicidades para a nova habitante do Jardim!!!
* * *

Miguel disse...

A planta tem umas cores fantásticas! Belo exempelar Dama. Boa sorte para ela. Rspondi agora aos teus comentários que deixaste. ;)

greentea disse...

tenho orquideas várias e todos os anos florescem , sem me darem grande trabalho... corto um pouco as raizes e mudo a terra e corto tb a haste q deu flor.
Este anos tive flores desde março Té há pouco tempo atrás...
boa sorte com a tua q é lindissima

Flora Maria disse...

As minhas estão no jardim, presas em árvores, pois cheguei à conclusão que o melhor lugar para elas é na natureza.
Gosto de ver como v. cuida das suas plantas ! As minhas estão abandonadas, pois tenho uma área muito grande para cuidar.
Beijo
Flora Maria

PS: não consigo acessar seu outro blogger.

Dama do Lago disse...

Jardineira: tens razão, já é mesmo um trauma! Mal vejo qualquer coisa desconhecida, penso logo que é mais uma peste!

Ameixa: obrigada :)!

Florescer: não é tanta informação assim...

João: sim, é verdade que a melhor água é a da chuva mas, para quem vive em apartamentos é complicado recolhê-la. A água destilada tem a vantagem de poder ser comprada em qualquer lado e não agride tanto as plantas como a água da rede pública.

Art e bijoux: por acaso nunca tive muito fascínio por orquídeas - talvez as ache demasiado vaidosas, como as rosas - mas reconheço que são lindas e compreendo perfeitamente porque é que têm tantos adeptos. Esta veio para o Jardim como oferta e, claro, vou dar-lhe todos os mimos que puder :)!

Miguel: as cores são verdadeiramente esquisitas, até se destacava no meio das outras :)!!

Greentea: dito assim nem parece complicado ;)!

Flora Maria: é uma sorte poder tê-las nas árvores :)! Quanto ao meu outro blog, é mesmo assim, está em construção e fechado ao público.

MrBrownThumb disse...

I love this orchid. Nice picture thanks for sharing.

Dama do Lago disse...

Hi Mrbrownthumb, thanks for your visit :)! This is my very first orchid. I'm quite ignorant about orchids and just recently started to read about them. I have heard that growing them can become very addictive :)!